Oncoguia

Pesquisa no site:

Pesquisa no site:

RSS

A- A+

Patrocínio

Câncer de Próstata: Prevenção e Detecção Precoce são Fundamentais

Ademir Torres Abrão (Cirurgião Oncológico)

Última atualização: 24/01/2010

Há muito tempo, por falta de métodos precisos de diagnóstico e de tratamentos eficazes, o câncer de próstata foi o grande vilão na vida dos homens, principalmente acima dos 60 anos. Nos últimos 20 anos, os tratamentos tornaram-se mais seguros e as cirurgias, mais eficazes. Em alguns casos, a videolaparoscopia é indicada. Com 50 mil novos casos por ano no Brasil, o câncer de próstata é o mais comum entre os homens, depois dos tumores de pele. A boa notícia é que o câncer de próstata está entre os mais curáveis, desde que diagnosticado na fase inicial.

O perfil dos pacientes que freqüentam o consultório dos especialistas também mudou. Há 10 anos, somente alguns homens com mais de 60 anos se preocupavam com a prevenção do câncer de próstata. Em alguns casos, o tumor era diagnosticado em estágios avançados e a possibilidade de cura era muito remota. Hoje, a população está mais consciente. A partir dos 50 anos os homens devem se submeter a avaliações anuais de toque retal (exame clínico em que o médico consegue perceber alterações) e PSA (exame de sangue que avalia taxas da proteína PSA, produzida pela próstata) complementados por ultrassonografia. Para os homens que têm histórico familiar, os exames devem ser feitos a partir dos 40 anos. É bom lembrar que quando feito isoladamente, sem o toque retal, o PSA não identifica grande parte dos tumores em fase inicial. Portanto, o PSA e a ultrossonografia são exames complementares.

Mas apesar da freqüência nos consultórios estar cada vez mais jovem, ainda há muito preconceito em relação ao exame de toque retal. Muitos homens têm constrangimento em relação aos exames (que quase sempre servem de motivo de chacota entre os amigos) ou simplesmente não têm informação ou não procuram serviço de saúde especializado. ‘É papel de todos nós disseminar informações e acabar com o preconceito. Se diagnosticado no início, o câncer de próstata pode ser curado na maioria dos casos’, comenta o oncologista Ademir Torres Abrão, Diretor do IPC.

Neste contexto, o papel da mulher também é fundamental. ‘A mulher se cuida muito mais que o homem e é a mulher que estimula o marido a se prevenir e a procurar orientação médica’, finaliza Dr. Ademir.

Saiba mais


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003-2009 Oncoguia. Todos os Direitos Reservados. desenvolvido por Lookmysite