Oncoguia

Pesquisa no site:

Pesquisa no site:

RSS

A- A+

Patrocínio

Se vacinar contra Hepatite B é o primeiro passo para evitar o câncer de fígado

Equipe Oncoguia

Última atualização: 02/09/2011

Tal como as maiorias dos cânceres, o de fígado também tem prevenção. Apesar de ser parecida com os outros, a prevenção deste tipo de tumor pode ser feita de uma forma simples, ainda logo ao nascer: sendo vacinado contra Hepatite B. Quem adquire o vírus da Hepatite B tem um risco elevado de desenvolver o carcinoma hepatocelular, câncer que se origina nas células do fígado. O risco aumenta ainda mais quando a pessoa portadora de hepatite B é também portadora de hepatite C.

Por que se preocupar?

Em 50-80% dos pacientes, o hepatocarcinoma, tumor causado pelo vírus da hepatite, esta relacionado com cirrose hepática (resposta do organismo a uma agressão contínua), por exemplo, consumo de álcool, ou por hepatopatia viral, transmitida pelo vírus da hepatite B e C. É sabido que dos pacientes cirróticos, 5% irão desenvolver hepatocarcinoma. No mundo, as infecções por estes vírus são as principais causas deste câncer.

O vírus da Hepatite B é um vírus que pode ser adquirido através do sangue por transfusão de doador portador da doença ou relação sexual sem uso de proteção com pessoas portadoras de hepatite B, O hepatocarcinoma é, atualmente, o quinto câncer mais comum em homens e o oitavo em mulheres. Globalmente, a incidência é de aproximadamente 560.000 novos casos ao ano.

Precauções

Mas, não é só o bebê que pode se vacinar. Adulto também, desde que não tenha tomado as três doses da vacina. Se a pessoa tiver até 19 anos, pode tomar de forma gratuita no posto de saúde. Acima disso, com qualquer idade em centros de vacinação privados.

O importante é não bobear e tomar a vacina. Além do tumor no fígado, o vírus da Hepatite B também provoca cirrose, o que destrói o fígado.

Fora a vacina, a outra forma de se prevenir é tomando alguns cuidados básicos como transar sempre de camisinha, não compartilhar agulhas, ser cuidadoso em relação a tratamento dentário, por exemplo, não dividir escovas de dente e escolher um dentista regulamentado, etc.

Embora o hepatocarcinoma não seja um tipo de câncer comum, (nos Estados Unidos, em 2010 se reportaram 24.120 novos casos), no Brasil, segundo dados do Instituto Nacional do Cancer de 2008, houve 6.995 óbitos por esta doença; é importante lembrar que a melhor maneira de reduzir a mortalidade pela doença é prevenir os fatores de risco para o seu surgimento; a vacinação contra a hepatite B, de fato, é um dos fatores mais importantes que comprovadamente diminuiu a incidência de câncer de fígado na população.


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003-2009 Oncoguia. Todos os Direitos Reservados. desenvolvido por Lookmysite