Oncoguia

Pesquisa no site:

Pesquisa no site:

RSS

A- A+

Patrocínio

Estudo vencedor de prêmio liga gordura a câncer intestinal

Equipe Oncoguia

Última atualização: 06/08/2012

Uma pesquisa da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) decifrou um dos mecanismos da obesidade no desenvolvimento do câncer colorretal, doença que afeta 30 mil brasileiros por ano, causando 8.000 mortes.

O trabalho venceu a categoria Pesquisa em Oncologia, do Prêmio Octavio Frias de Oliveira. É o segundo ano consecutivo no qual a equipe da Unicamp leva a premiação, uma iniciativa do Icesp (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo Octavio Frias de Oliveira), em parceria com o Grupo Folha.

A láurea leva o nome do publisher da Folha, morto em 2007 e que completaria cem anos ontem. Ele será homenageado hoje na entrega dos prêmios, no Icesp.
Na categoria Personalidade em Destaque, ganhou a família Ermírio de Moraes.

APOIO HISTÓRICO

Segundo o diretor do Icesp, Paulo Hoff, a família foi escolhida pelo histórico de apoio ao tratamento e à pesquisa do câncer. "Esse apoio não é só na oncologia e não é de hoje, vem de décadas."

A família Ermírio de Moraes administra o Hospital Beneficência Portuguesa há mais de 50 anos, faz parte do conselho curador e da rede voluntária do Hospital A.C. Camargo, atua e é uma das maiores doadoras da AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente).

A família também já fez contribuições ao Icesp. No ano passado, por exemplo, doou R$ 2,5 milhões, usados na compra de um ultrassom que destrói tumores.

"É uma satisfação muito grande receber esse prêmio. Nossa família tem uma missão de ajudar os mais necessitados. Tomara que essa iniciativa estimule outras famílias de maior poder aquisitivo a fazer o mesmo", afirma Rubens Ermírio de Moraes, presidente da diretoria administrativa do Beneficência e que representará a família na entrega do prêmio.

É a primeira vez que a premiação, agora em seu terceiro ano, é concedida a não médicos. "O comitê decidiu que seria legítimo prestigiar quem tenha se destacado no tratamento da doença", diz Hoff.

Para cada uma das categorias, a premiação é de R$ 8.000. Em 2013, representantes das principais agências de fomento do país (Fapesp e CNPq) e das academias de medicina e de ciências vão integrar a comissão julgadora.

PESQUISA

Neste ano, 27 estudos nacionais concorreram ao prêmio. A pesquisa vencedora, feita em camundongos, demonstra a relação entre a inflamação do tecido gorduroso e o câncer colorretal.

Estudos epidemiológicos apontam que até 30% dos cânceres estão relacionados à obesidade, mas os mecanismos desse processo não estão bem esclarecidos.

"É interessante ver um grupo brasileiro gerando pesquisa que ajuda a desvendar essa relação", afirma Hoff.

No trabalho, os pesquisadores também demonstraram que, controlando a inflamação da gordura, por meio de uma droga usada em doenças autoimunes, é possível deter o crescimento do tumor.

"Pode ser que o bloqueio dessa via de sinalização abra possibilidades para novas formas de prevenção, mas outros estudos têm de ser feitos para avaliar a segurança disso em humanos", diz José Barreto Carvalheira, professor de oncologia da Unicamp e coordenador do trabalho.

A pesquisa será publicada em setembro no periódico "Gastroenterology".
 
Editoria de arte/Folhapress
Editoria de arte/folhapress
 
 
Fonte: Folha de São Paulo


A informação contida neste portal está disponível com objetivo estritamente educacional. Em hipótese alguma pretende substituir a consulta médica, a realização de exames e ou, o tratamento médico. Em caso de dúvidas fale com seu médico, ele poderá esclarecer todas as suas perguntas. O acesso a Informação é um direito seu: Fique informado.

O conteúdo editorial do Portal Oncoguia não apresenta nenhuma relação comercial com os patrocinadores do Portal, assim como com a publicidade veiculada no site.

© 2003-2009 Oncoguia. Todos os Direitos Reservados. desenvolvido por Lookmysite